Translate

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

[VIDEOS] Bondage e camisa de força

Olá, meus queridos bebês e praticantes BDSM!
Achei estes videos no Youtube, por incrível que pareça! Adoro quando encontro canais de pessoas que sabem o que é uma boa diversão. ehehhe
Isso me dá uma vontaaaade de sequestrar alguém. Consensualmente, é claro! XD
O Vídeo 2 com o ursinho sequestrado está quase bom, mas faltou uma bela mordaça. Gritar por socorro é inadmissível.

video

video

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Plenitud roupa íntima

Olá, meus queridos bebezinhos e BDSM lovers! Hoje chegou minha amostra grátis da roupa íntima Plenitud. 
Meus agradecimentos ao pessoal da Plenitud pelo envio! Demorou, mas chegou! Parece ser bem confortável, logo farei um teste. :)

Quer pedir a sua amostra também? CLIQUE AQUI

PS. Agradecimentos ao pessoal dos CORREIOS, por simplesmente ter jogado o pacote por cima do muro. Vocês são motivo de orgulho em todo o Brasil. Continuem assim. #sóquenão


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

[FOTOS] Bebezinhas fofinhas e sleepsack.

Algumas imagens simpáticas pra vocês, babies e BDSM lovers! A primeira é MUITO hot na minha opinião.. 2 sleepsacks e no meio uma suit/"macacão de força" (Comprem na loja MAXCITA). Basicamente um pijama de baby, mas em tecido pesado e inescapável. Excelente para bebês que precisam de castigos severos e constantes! (LOVE IT)
Espero que gostem das fofinhas também! Eu não gosto de imagens ABDL muito eróticas. Eu acho que um bebezinho vestido bem criança mesmo, e fazendo coisas de bebê muito mais atraente do que quando existe óbvio erotismo na imagem. 
Bebês em situações de bondage são difíceis de achar.. E geralmente são fotos muito sem graça. Talvez se eu tivesse mais tempo (e modelos), eu pudesse mostrar pra eles como se faz. :)


















domingo, 20 de outubro de 2013

Marcos de desenvolvimento - Descubra a idade da sua persona baby

Olá, bebezinhos mais queridos do papai! O post de hoje é muito instrutivo! Geralmente os infantilistas só falam "sou um bebê bonitinho, manhoso e carente", mas na hora de falar a IDADE do bebê, muitos não conseguem dar uma resposta coerente.
Pois isso agora acabou! Vejam as características abaixo, e aposto que depois de lerem tudo vocês poderão dizer exatamente que idade vocês tem quando estão em modo baby. ^^
Vale lembrar que não é necessário levar ao pé da letra. Eu mesmo misturo coisas de 5 anos com outras de 9 meses e porae vai. É gostoso engatinhar também e falar gugu dadá. :)
Meu bebê é o PERFEITO bebêzinho de 3 anos, misturando atributos de idades inferiores, como choro, precisar ser vestido e ser alimentado. É tão fofo que dá vontade de apertar.. ehheheh
Confesso que eu teria curiosidade em tentar passar por um baby de 9 meses por um dia.. Nem que precise de cordas, mordaças e até mesmo ficar de olhos vendados. HEhHehhE.. Bondage + Infantilismo rulz!

Meu bebezinho. Fraldas, amordaçado, mãos presas em luvinhas e amarrado de forma que ele não consiga levantar, somente engatinhar. Age-play imposto através de Bondage!
(Screencap de vídeo, por isso que está meio borrado). Pra assistir, procurem no Xtube que vocês acham :)

IDADE
COMPORTAMENTO
Nascimento
Dorme a maior parte do tempo, consegue se alimentar, limpar suas vias aéreas e responder com choro a desconfortos e invasões.
6 semanas
Olha objetos na linha de visão, começa a sorrir quando se fala com ele, deita-se sobre o abdome sem levantar, a cabeça pende quando colocado na posição sentado.
3 meses
Sorrí espontâneamente, vocaliza e segue objeto em movimento com os olhos. Sustenta a cabeça ereta quando sentado e segura objetos colocados em sua mão.
6 meses
Senta-se com apoio e rola, sustenta-se sozinho em posição sentado,  transfere um objeto de uma mão para a outra e balbucia para brinquedos.
9 meses
Senta-se bem, engatinha e senta-se sozinho. Diz “mamã” e “dadá”, brinca de bater palmas, fazer ‘tchau’ com a mão e segura sua mamadeira.
1 ano
Anda com apoio, fala várias palavras e ajuda quando está sendo vestido.
18 meses
Anda bem, consegue subir escadas com apoio, vira várias páginas de um livro por vez, fala aproximadamente 10 palavras, puxa brinquedos por um cordão e consegue comer um pouco sozinho.
2 anos
Corre bem, sobe e desce escadas sozinho, vira páginas de um livro uma de cada vez, veste roupas simples, faz sentenças de 2 ou 3 palavras e verbaliza necessidades de toalete.
3 anos
Anda de triciclo, veste-se bem exceto botões e laços, conta até 10 e usa plurais, pergunta constantemente e se alimenta sozinho.
4 anos
Alterna os pés ao subir e descer escadas, atira uma bola com as mãos, pula num pé só, copia uma cruz, sabe reconhecer ao menos uma cor, lava as mãos e rosto e cuida de suas necessidades de toalete.
5 anos
Pula, pega uma bola, copia um triângulo, conhece 4 cores e se despe e veste sem ajuda.

sábado, 19 de outubro de 2013

Update 2 - Lista de adoção removida



Removí a lista de adoção no blog. Não está funcionando, era basicamente um espaço morto.

Facebook



Olá, bebezinhos! 
Um post rápido de esclarecimentos: Eu deletei minha conta infantilista no Facebook. Não dava mais, estava literalmente me fazendo mal ter que ver certas coisas.
Mas vocês sabem onde me encontrar. Não estou bravo com vocês, ainda somos amiguinhos. :)
Todos os demais canais de comunicação continuam abertos!
E não esqueçam de continuar acompanhando o blog. ^_^

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

[VIDEO] Gatinha BDSM / A LIGA

video

Olá, bebezinhos! Aproveitando um pouco o clima do A LIGA de ontem, um pouco de bondage pra vocês!
E então, o que acharam do programa? Será que após as explicações vocês agora pelo menos tem um POUCO menos de medo de mim? ^_^
Eu gostei do programa... Realmente foi melhor, BEM MELHOR do que eu esperava. Se eu soubesse, teria aceitado o convite... eu tava achando que seria zueira e superficial, como os anteriores. Que bom que eu estava errado. O mais legal é que muita gente que participou eu já conhecía. Um beijão especial pra NARCISA e galera do Clube DOMINNA.
Quanto àquela profissional (que arrebentou o Rafinha na porrada), minha opinião é controversa... Muitos no mundo BDSM (eu incluso) acham que não se deve fazer por dinheiro, mas sim por AMOR ao BDSM, proporcionando e dando prazer sem a variável monetária. Mas hey... É apenas uma opinião pessoal. Amor ao BDSM não enche barriga, e todos precisamos de dinheiro. :)
Imaginem se eu cobrasse por cada pessoa que eu amarro, pelas fotos que eu tiro, por cada fralda que eu troco, e por cada hora de chat no Facebook com bebês indecisos e chorões. Estaria rico!

Perderam o programa? Aproveitem!

http://www.youtube.com/watch?v=O8NXww2cqfc




segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Baby-Space



Olá, bebezinhos! Hoje o papo é mais baby e menos bdsm. Sorry!

Eu gostaria de falar sobre o bom "Baby-Space", ou "espaço do bebê". Não me lembro bem se era essa terminologia mesmo, mas seria algo como "estado mental de bebê", ou a essência do seu personagem baby. Idade, personalidade, comportamento.
Geralmente noto os bebezinhos com quem tenho amizade como sendo não tão bebês, mas num baby-space mais avançado, de pós-baby. Eles já andam, correm, falam, comem sozinhos. São crianças, quase adolescentes, geralmente com certo "temperamento" - Brats. Esta última modalidade de age-play não é muito minha especialidade. Apesar de que eu adoro castigar, e Brats são deliciosos pra se fazer isso. Porém ainda prefiro bebês mais novinhos (aff.. essa frase ficou quase pedófila :P ) LOL
Eu curto cuidar, dar papinha, vestir, dar banho e colocar as fraldinhas. Gosto de um bebê dependente, obediente, carinhoso. É o ABC do infantilismo; Cuidar de um recém-nascido. Exije dedicação, uma certa técnica, e...e.. paciência! Uma coisa é trocar e alimentar um bebezinho de verdade com 5 quilos, outro é fazer isso com um bebê de 80 kilos.
Foi naquele documentário do 15-Stone Babies (se me lembro bem) que tinha a cena do papai da menininha dando a entrevista. Ele dizia se sentir frustrado às vezes, pois queria que ao menos ela tentasse regredir mais em seu baby-space. Pra uma menininha de 2 anos no máximo. Era a única coisa que ele dizia faltar pra ele ser feliz com ela. Mas ela simplesmente não topava. Ela curtia a liberdade que um baby mais velho possui.
Eu até entendo... Todos somos únicos, e curtimos nossa individualidade. Mas será que seria um sacrifício TÃO grande assim pelo menos tentar agradar o papai com alguma coisa que ele mesmo já disse que o faria muito feliz? Eu como também tenho meu lado baby, ficaria muito feliz em ver papai sorrindo. Mesmo que seja fazendo algo que eu não curta muito, de vez em quando não faria mal algum. Pensar só no que nós gostamos é meio egoísta. Eu sou a favor de mais flexibilidade. :)
Eu queria saber mais sobre o baby-space de vocês! Qual idade vocês tem? É sempre a mesma idade, ou vocês também gostam de variar? Quando eu brinco, eu geralmente sou uma criança de 5, 6 anos. Desastrado e barulhento. kkkk! O meu bebezinho já percebí que possui um baby-space mais novinho, perto de 3, 4 anos no máximo. Cheio de manhas e bastante chorão.
Eu tenho curiosidade de qualquer dia desses experimentar um baby-space mais novo. No máximo com 1 ano de idade. Sem saber falar, poucos movimentos coordenados. Dependente de papai pra tudo, e ser capaz de expressar meus sentimentos (fome, sono, dor, brabeza) somente com choro e expressões, sem vocalizar. Imaginem o desafio que seria! É empolgante de se pensar! rs





sábado, 12 de outubro de 2013

Encontro de hoje! Que legal!


Olá, bebezinhos! Fiquei muito feliz com o resultado do encontro!
NOVE PESSOAS! UAU! :D
Compareceram bebezinhos e praticantes de BDSM. Foram horas de diversão, com direito a falar sobre lembranças de infância (Padre Teodoro), e depois fomos passear em lojas de fraldas, claro. kkkk!
Postem aqui comentários sobre o que acharam!
Bebezinhos e BDSM'ers muito gente fina: Yuri, Renato, Rafa, Amy, Bruninho, Outsiderwolf, LittleJoeBR. E abração pro Ricardo, que foi no seu primeiro encontro e pôde constatar que todos que vão nos encontros retornam à suas residências sem órgãos faltando ou sem cabos de vassoura no bumbum. ^_^

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

É amanhã! 12/10/2013



Já temos bebês que vieram de outras cidades em São Paulo! E existem mais pessoas chegando esta noite. Esse encontro finalmente valerá a pena, e nascerá um grupo de amigos cada vez maior.
Repetindo: É UM ALMOÇO ENTRE AMIGOS. Ninguém vai sequestrar você e levar pra um calabouço obscuro (pare de assistir Jogos Mortais e coloque no Disney Channel). Deixe de paranóia e confirme presença.
Todo fim de semana temos que almoçar com parentes que nem ao menos gostamos, correto? Aquele primo irritante que mexe no seu computador.. aquela tia chata que pergunta porque você não está namorando, e aquele ensopado de carne nojento que a vó Neusa faz que só ela gosta...
Mas este almoço é o melhor de todos! Somente amigos, com os mesmos interesses, e sem tias chatas!

Ainda há tempo. Peçam detalhes de local em drisdano@hotmail.com


terça-feira, 8 de outubro de 2013

URSOS - BEARS

Olá, bebezinhos! (E amados ursinhos!)
Um texto sobre URSOS! Os fofinhos mais amados do planeta. Espero que gostem tanto quanto eu gostei. :)
Um ursinho gatão..uau! Tem gays e bis que acham "horrível", preferem os magrinhos atléticos. Eu particularmente acho os atléticos (com raras excessões) sem graça, convencidos e.. frágeis. Sou mais um bom homão. Ahan.. Soou meio gay isso, mas quando se namora um homem, de vez em quando soltar alguma 'gayzice' é inevitável. ehhehe
E você? Gosta de ursinhos? Você se considera um urso? Podem comentar à vontade. É de graça! :D


Ursinhos bebês me tiram do sério.. (love)

Site extremamente recomendado para os Bear Lovers: http://www.bea.rs/ 
Comunidade ursina brasileira. 

Urso (cultura gay)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Urso é, uma subcultura das comunidades gay/bissexual masculinas e um subgrupo emergente GLBT com eventos, códigos e identidade específica. Urso também é a descrição de um tipo físico.

Ursos tendem a ter corpo cabeludo e barba; alguns são muito grandes o pesados; alguns projetam uma imagem masculina de aparência bruta, porém nada disso é requisito ou indicadores únicos. Alguns ursos dão muita importância para a aparência hiper-masculina e podem evitar, até mesmo olhar com desdém, para homens que apresentam afeminação. O conceito de urso pode funcionar como uma identidade, uma inscrição e até um ideal para viver, e ainda existem debates nas comunidades ursinas sobre o que constitui um urso. Há ainda aceitação maior de tatuagens e piercing nas comunidades ursinas.

"Ursos" são quase sempre homens gays ou bissexuais, porém homens trangêneros e aqueles que deixam rótulos de lado para gênero e sexualidade também são incluídos nas comunidades ursinas.
Origens
Ursos comemorando o Encontro Internacional de Ursos 2007, em São Francisco.

Urso em comunidades GLBT é uma referência metafórica ao animal do mesmo nome com notáveis características semelhantes. Essas características incluem seus pêlos, suas proporções, e seu perceptível poder masculino. O urso é gordo e poderoso, e da conciliação destas duas qualidades é o cerne do conceito de urso. É também não é coincidência que ursos são normalmente muito semelhantes à aparência do ideal do norte-americano de lenhador. Lenhadores frequentemente encontram ursos e os dois sempre foram associados entre si. Um conflito romântico das imagens do urso e do lenhador fornece seu recurso metafórico. Lenhadores foram romantizados e fetichizados na cultura gay muito antes da chegada do conceito de Urso, e o conceito de Urso mantém fortes os traços desse ideal mais antigo. Os homens gay recorrem ao lenhador ao seu nível estético, mas também pela razão de sua homossocialidade. Por serem uma classe operária, e por seu isolamento da sociedade urbana (e, consequentemente, da cultura gay principal) despertou uma fantasia de segredo e libertação, com uma definição norte-americana bucólica e rural.

A auto-identificação dos gays como os ursos surgiu em São Francisco na década de 1980 como uma vertente do gay motociclista e depois o couro e comunidades "girth and mirth" (Cintura e alegria, uma outra subcultura da comunidade gay de gordos e obesos). Ela foi criada por homens que sentiram que a cultura gay principal não aceitava muito bem homens que não se enquadravam no estereótipo "Twink" (jovem e sem pêlos). Além disso, muitos homens gays na América rural nunca se identificaram com o estilo de vida urbano estereotipado, e foram à procura de uma alternativa que mais se semelhante à imagem americana de homem trabalhador.
Jack Radcliffe, ator pornô urso.

Richard Bulger, editor, e seu parceiro, Chris Nelson, deram início a revista Bear Magazine -- que originalmente era um panfleto fotocopiado—em seu apartamento em São Francisco em 1987. Por um período de cinco anos, a revista cresceu a uma distribuição internacional em formato envernizado, mas intencionalmente mantendo o visual da fotografia preto e branco. Sua companhia, Brush Creek Media Inc., obteve o registro do nome "Bear" para a revista masculina em 1991. Homens barbados, rurais e de classe operária eram idolatrados na revista.

A subcultura ursina passou a fazer uso da Internet, isso pode estar fortemente relacionado ao crescimento de redes sociais online. Homens gays que não se sentiam bem-vindos nos encontros gays locais (ou aqueles que só queriam uma ligação rápida) encontraram acesso fácil e aceitação de pessoas semelhantes online. Esses homens se tornaram os primeiros adeptos de comunidades ursinas.

A comunidade de Ursos se espalhou por todo o mundo, com clubes de Ursos em muitos países. Clubes de Ursos muitas vezes servem como redes sociais e sexuais dos coroas, dos peludos, até dos gordinhos, gays e bissexuais, e os membros muitas vezes contribuem para a suas comunidade gay locais através de fundos ou outras funções.

A comunidade gay de Ursos constitui um nicho especial de mercado comercial. Oferece camisetas e outros acessórios assim como calendários e filmes pornô e revistas destacando ícones Ursos, por exemplo, Jack Radcliffe.

Como mais homens gays têm se identificados como Ursos, mais bares têm se tornados receptivos a esse público. Alguns bares atendem especificamente a fregueses Ursos. Como os Ursos se tornaram mais comuns na mais ampla cultura gay, e mais homens gays e bissexuais se identificam como Ursos, os Ursos não mais se segregam tanto quanto antes. Ursos Gays agora são elemento de destaque da ampla comunidade da gay.
No Brasil

O ideal de Urso chegou ao Brasil no final da década de 90, formando seus primeiros clubes na cidade de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasilia e Recife. Hoje a ideia já esta bem difundida em diversos estados brasileiros como uma subcultura do movimento gay.
Terminologia
Grupo de ursos na Parada Gay de São Francisco em 2004.

Dentro da definição geral do que é um Urso, que é a mais importante de ser entendida e assumida, foi aparecendo um conjunto de categorias e termos que servem essencialmente para distinguir os Ursos de acordo com o aspecto físico ou com a suas preferências:

Urso - um homem com barba ou cavanhaque, de peito e corpo peludo e corpulento; frequentemente adulto (ou com a aparência de mais velho).
Filhote ou Cub - um jovem (ou com aparência jovem) com alguns desses atributos, ou jovens que gostem de Ursos. Normalmente relacionam-se de modo dependente em relação ao parceiro, mas essa não é a regra.
Lontra - um homem que é geralmente peludo e possui barba, mas que não é corpulento ou largo - normalmente altos, mas que não são gordos.
Admirador ou Perseguidor' - um termo que se refere aqueles que não são ursos, filhotes ou lontras, mas são sexualmente ou emocionalmente atraídos por eles.
Users Radicais Sem Organização ou URSO (letras maiúsculas) - grupo de jovens homossexuais de alma rebelde que gostam de ursos mais experientes. Relacionam-se de modo independente em relação aos parceiros e normalmente mantêm várias relações paralelas. Também são conhecidos por ursos cheaters.
Bear - A definição exacta do que é um urso depende de pessoa para pessoa. Neste site podes encontrar uma opinião pessoal sobre o que realmente é um Urso.
Behr - São os que não têm algumas das características físicas tradicionais de um Urso mas que se identifica como tal. (Podem ter poucos pêlos ou ter apenas bigode)
Big Bear - É um Urso forte e alto (também considerado um Chubbie Bear ou um Chubbie peludo).
Black Bear - Urso de pele negra.
Bruin - Urso com constituição atlética, que pratica desportos de contacto físico.
Persecutor -(Do inglês, Caçador) Homossexual que se sente atraído por Ursos ou Chubbies
Chubbie Bear -(Do inglês, Fofinho) Urso com peso corporal elevado e com uma barriguinha proeminente. Apesar de alguns Chubbies serem Ursos e identificarem-se com a comunidade, existem outros que não o são. As comunidades de Ursos e Chubbies "girth and mirth" têm as suas particularidades e podem ser muito diferentes em alguns aspectos.
Cub (cria/filhote) - Ursos mais novos, geralmente ainda sem barba ou sem barba completa. Podem ser magros ou baixos. Aplica-se também a Ursos sem experiência ou submissos que apreciam a companhia de Ursos mais velhos.
Koala Bear - Urso com o cabelo e pêlo louros.
Leather Bear - Um bear que também se assume como Leather. Geralmente usa roupa e acessórios típicos da comunidade Leather.
Muscle Bear - Urso particularmente musculado.
Otter (lontra) - Ursos mais magros e de porte menor mas que têm bastante pêlo corporal e barba.
Pocket Bear - Ursos de pequena estatura, geralmente abaixo de 1,70m.
Polar Bear - Ursos mais velhos que têm o cabelo e pêlo corporal branco ou grisalho.
Grizzly Bear - São ursos corpulentos, bem proporcionados e peludos. Não necessariamente gordos.
Hirsute - Urso com uma quantidade excepcional de pêlo corporal.
Arctofilo - Assumidamente amigo de Ursos.
Ursófilo - Um jovem homossexual sem pêlos corporais e magro mas que se sente atraído por Ursos.
Bear Code (Código Ursino) - É um código usado principalmente nas listas de contactos de alguns sites para descrever de uma forma rápida as características físicas de cada urso que se apresenta a essa lista.
Bearcontro - Como ficaram conhecidos os encontros de ursos, nas diversas cidades brasileiras.
Woof - termo usado nas saudações entre Ursos. A um Urso particularmente interessante chama-se Woofy.
Cave/Den (caverna/gruta) - Local de encontro de Ursos.





E não se esqueçam que o encontro BDSM, infantilista, Ursino, ETC será esse fim de semana, dia 12! Juro que se depois eu ler no Facebook coisas do tipo "eu não tava sabendo".. "no próximo eu vou"... "eu não fui porque a fulana também não foi", "eu tenho medo de alguém enfiar um cabo de vassoura na minha bunda" eu vou mandar pra puta que o pariu ^^

sábado, 5 de outubro de 2013

1 semana :D


Falta uma semana, hein? É apenas um lembrete. Não vou implorar pela presença dos bebezinhos que moram no bairro AO LADO do encontro, mas que preferem ficar em casa na cama se escondendo (ou indo no Mcdonald's, né Sid?). Estou apenas grato à Nossa Senhora Domme Protetora dos Bondagistas que os praticantes de BDSM já confirmaram presença e não são nem de longe tão complicados quanto os infantilistas. :)
E aos infantilistas que já me garantiram que estarão presentes: Obrigado. É por causa de vocês que eu ainda tenho esperança que em 500 ou 600 anos o Brasil tenha encontros nacionais de bebezinhos.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Me descobriram! E agora? 0_o

Meus queridos bebês! Eu chamo vocês de meus bebês porque eu meio que me sinto responsável pelas coisas malucas que vocês aprontam.. LOL..
Mas vamos ao assunto interessante de hoje: Minha família / namorada(o) / vizinha fofoqueira descobriu sobre meu fetiche e minhas fraldas! FUDEU!
Não... não fudeu... calmae, peguem um pacote de cookies e aproveitem a leitura.
O maior perigo de ser descoberto é quando os fetichistas (não só infantilismo, bdsm e outras práticas em geral) ainda moram com papais, mamães, família. Numa residência onde não estamos sozinhos, fica MUITO mais difícil escondermos as nossas coisinhas diferentes. Eu mesmo tenho a minha mala cheia de cordas, mordaças, camisa de força, pijaminha do castigo, correntes e cadeados. Mas pra mim é sossegado porque tenho meu próprio espaço. Só a mantenho trancada com cadeado que é pra evitar que a faxineira curiosa se meta a besta com minhas coisas. Mas até ela mesma já meio que "sabe", afinal, certa vez eu pedí para ela que por gentileza lavasse a minha camisa de força (!).
Eu vejo infantilistas chorando e chorando que "queriam que o mundo os aceitasse.." e blah blah blah.. Que o infantilismo fosse normal... AFF, falem sério. Vocês esperam que um fetiche sexual não-tão-comum seja aceito de forma respeitosa como se fosse apenas um simples hábito do chá das 5? Encarem: Um marmanjo com barba no rosto e que tem prazer em usar fraldas e tem fantasias em chupar as tetas da mamãe... CLAAARO que não tem como ser aceito em sociedade nenhuma no universo, portanto baixem a bola.. Da mesma forma que a gente (infelizmente, porque eu acho hot :P ) não vê os mestres levando seus escravos/puppies pela rua de coleirinha, simplesmente não tem como. O que é praticado entre 4 paredes, é pra ficar entre 4 paredes.
Pois então... Voltando ao assunto, e se a família descobrir? O que fazer? Devo me matar? Sair correndo? Enfiar a cabeça no microondas e apertar o botão "PIPOCA"?
Não... simplesmente SEJA HOMEM (ou mulher) e admita. É uma coisa pessoal sua, que te dá prazer e não interfere ou te prejudica em nada. São fraldas, e não armas de fogo/drogas/muamba. Tenha paciência ao explicar, seja firme. ESTUDE A RESPEITO que é pra na hora você saber o que falar e não ficar ga-ga-ga-gaguejando.
No meu caso eu não contei pra família sobre infantilismo. É algo pessoal demais e eu não vejo motivos pra falar. Eles sabendo ou não, não vai me ajudar ou prejudicar, mas prefiro que não saibam. Fica mais fácil assim. Imaginem eu tendo que explicar pras pessoas que roupinhas de bebê, perfumes, fraldas, brincar como criança, e ser amarrado e amordaçado enquanto vestido de baby me relaxam e excitam sexualmente. Excitam MUITO. Não dá né... Parece maluquice só de ler.. kkkk
Já o BDSM... Bem.. Eu contei pra minha irmã e até já emprestei brinquedos pra ela. Ela é tão louquinha quanto eu, e adora novidades.
Em essência, se vocês REALMENTE acham que precisam contar pra alguém da família, que ao menos seja alguém que vocês saibam que podem confiar. Mas se puderem não contar, é melhor. Se tudo está bem em segredo, que continue em segredo.
E vocês? Me contem! Quem dos seus amigos e familiares sabem? Como vocês contaram? Foi melhor se abrir ou vocês se arrependem?

E não esqueçam: O MUNCH BDSM - Infantilista é semana que vem!



Dia 12 de outubro. Presenças ilustres de grandes mestres e Doms brasileiros (eu incluso)! Um sushizinho entre amigos. :)
Confirmem presença! Todos, TODOS convidados! Inclusive você, leitor anônimo que quer fazer amigos.
Maiores detalhes por e-mail, Fetlife, Yahoo Messenger ou Facebook.